Crianças de hoje, novidades de ontem

Grande propaganda que o banco Itáu fez com as crianças de hoje conhecendo as inovações de ontem

e bateu a emoção aqui…

Vi Aqui

Anúncios

Tragédia no Rio

No dia de ontem ocorreu uma tragédia no Rio de Janeiro que abalou o país inteiro, um jovem de 23 anos entrou em uma escola municipal e começou a disparar contra crianças. O jovem cometeu suicídio após ser baleado por um policial, antes do ocorrido escreveu uma carta:

Leia a íntegra da carta do atirador que invadiu escola no RJ

 

Quanto vale uma vida? Até onde podemos medir o limite da crueldade humana?

Eu sou um tipo de pessoa que sou contra a pena de morte, por dois motivos:

  1. Não acho que devo decidir quem morre ou quem vive;
  2. Eu acho que a morte é pouco para quem comete esse tipo de atrocidade.

O cara entra num escola armado até os dentes e atira contra crianças, CRIANÇAS, indefesas que nada tinha contra ele. O que leva a merda do infeliz a atirar contra CRIANÇAS. Pelo que li na carta dele, ele se achava uma pessoa pura, digna da benção de Deus.

Por favor me explica como alguém consegue ver Deus numa cena dessa, como pode imaginar Deus em um massacre, em meio ao sangue. Não sou uma pessoa religiosa, mas posso disser Deus não está ali no meio, não foi Deus que pediu essa chacina. E sinceramente acho que Deus está muito mais decepcionado com sua criação depois do dia de ontem.

Como disse anteriormente acredito que a morte é pouco para alguém que faz esse tipo de coisa, sou a favor de fazer o sujeito sofrer por todos os dias de sua medíocre vida.

Não suporto quando as pessoas vem falar sobre direitos humanos dessas merdas que não merecem nem estarem vivos. Acredito que quando alguém mata uma pessoa, esse alguém tira o direito dessa pessoa de viver e consequentemente deve perder o direito humano. Portanto cambada de hipócritas que enchem o raio do saco falando sobre direitos humanos dos assassinos, pensem nessas crianças que nem mais o direito de estarem vivas tem mais, graças aos “coitadinhos” quem devem ser protegidos pelo “direito humano”.

Até quando os errantes terão mais direitos que os corretos? Até quando teremos que nos prender dentro de nossas casas, que mais se parecem presídios? Até onde vai esse mundo corrupto e sem sentido?

Me diz ai o que vocês acham?